Laboratório de Ensino de História do CA UFSC
  • DIA INTERNACIONAL DA MULHER: feminismo e luta por direitos

    Publicado em 06/03/2017 às 0:55

    Cartaz evento Dia Internacional das MulheresTendo em vista o movimento mundial de luta das mulheres e o atual contexto de reformas, que retiram direitos historicamente conquistados por trabalhadores e trabalhadoras brasileiras, o Laboratório de Ensino de História do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (LEHCA) convida para a mesa-redonda “Dia Internacional da Mulher: feminismo e luta por direitos”.

    Irão integrar a mesa Eliane Schimidt (Servidora de carreira e superintendente do INSS da região sul do Brasil entre 2005 e 2012), que falará sobre “As mulheres e a proposta de reforma da previdência do governo Michel Temer” e a Profª. Drª Cristina Scheibe Wolff (Depto de História da UFSC) que irá falar sobre “Feminismo e direito das mulheres”.

    O evento é aberto à toda comunidade e serão fornecidos certificados de participação.

    Dia: 8 de março de 2017
    Horário: 9:30
    Local: Auditório Colégio de Aplicação


  • Ciclo de Palestras: ELOGIO DA ESCOLA – 2017

    Publicado em 06/03/2017 às 0:41

    Ciclo de Palestras

     “ Ideias sobre uma Faculdade de Educação”–  Um exercício de Pensamento”Elogio da Escola 2017  No primeiro Seminário Internacional “Elogio a Escola” tratamos de pensar (amorosamente) a forma da escola e sua materialidade.

    Agora, para continuar, propomos pensar (também amorosamente) a figura do professor. E para isso, nada melhor do que pensar a Faculdade de Educação. Queremos então dedicar o Segundo Seminário internacional a apresentar o resultado de distintos exercícios de pensamento encaminhados a formular uma ideia de “Faculdade de Educação” ou melhor, uma ideia de “Escola de Professores”.

    O II Seminário terá lugar em Florianópolis, em outubro de 2018. Porém as atividades começaram concretamente com um ciclo de quatro palestras que serão realizadas em março e em setembro de 2017 e das quais esperamos auxiliem a estabelecer os temas, as tarefas e os enfoques para o evento de 2018.

    Para maiores informações:

    https://www.facebook.com/elogiodaescola/?fref=ts

    https://www.elogiodaescolaudesc.com/


  • Elogio da Escola

    Publicado em 03/10/2016 às 20:24

               O Laboratório de Ensino de História do Colégio de Aplicação CA/UFSC tem o prazer de divulgar mais uma etapa do projeto “Elogio da Escola” que congrega um conjunto de atividades. O LEHCA é um dos realizadores do projeto juntamente com os grupos de pesquisa Observatório de Práticas Escolares – OPE e o Geografias de Experiência/LEPEGEO/FAED-UDESC.

              Nesta semana (04 a 07/10) iniciará o Seminário Especial com o Prof. Dr. Jorge Larrosa, da Universidade de Barcelona, com o tema “A escola: formas, gestos e materialidades” e na semana que vem (10 e 11/10) acontecerá o Seminário Internacional “Elogio da escola” com a presença de:

    Prof. Dr. Jan Masschelein [Universidade Católica de Leuven/Bélgica]
    Profa. Dra. Inés Dussel [México]
    Prof. Dr. Jorge Larrosa [Universidade de Barcelona/Espanha]
    Prof. Dr. Walter Kohan [UERJ/Brasil]

    Maiores informações no site do evento ou na página do facebook.

    https://www.facebook.com/elogiodaescola/?fref=ts

    http://www.elogiodaescolaudesc.com

    cartaz_seminario


  • O que é uma escola? palestra com Jorge Larrosa

    Publicado em 10/07/2015 às 1:07
    Cartaz de divulgação da palestra de Jorge Larrosa  "O que é uma escola", promovida pelo LEHCA

    Cartaz de divulgação da palestra de Jorge Larrosa “O que é uma escola”, promovida pelo LEHCA

    O Laboratório de Ensino de História do Colégio de Aplicação (LEHCA) promove, na próxima quarta-feira, 15 de julho, a palestra “O que é uma escola?”, com o renomado Jorge Larrosa, pesquisador, filósofo da educação e professor da Universidade de Barcelona. Autor de vários livros (Pedagogia ProfanaEducação e Linguagem depois de Babel; e Tremores: escritos sobre experiência, entre outros), Larrosa vem ao CA a convite da professora Karen Christine Rechia. O evento é gratuito e aberto à comunidade.

    Data: 15 de julho

    Horário: 9:30

    Local: Auditório do Colégio de Aplicação

    A palestra será imperdível e a oportunidade é única. Compareçam!

     


  • Ciclo de palestras “O contrário do Esquecimento é a Verdade” -Reflexões sobre a Ditadura militar no Brasil (1964 -1985)

    Publicado em 10/07/2015 às 0:32

    Desde maio de 2012, há uma Comissão Nacional da Verdade, criada pelo governo federal, cujo foco principal está no exame dos crimes de Estado cometidos no período da ditadura militar (1964-1985). Apesar do interesse da maior parte da sociedade para a apuração desses crimes e punição aos criminosos, alguns grupos pressionam para que as investigações e o debate se estanquem, sob o argumento de que rememorar as diversas ilegalidades cometidas pelos militares incitaria um “revanchismo” desnecessário. O importante seria “olhar para a frente” e não para trás.

    Neste ano de 2014, o golpe civil-militar completa meio século de sua deflagração. Refletir e problematizar os anos de ditadura faz-se necessário. A frase do poeta argentino Juan Gelman[1] contida no título desta proposta demonstra a importância de discutirmos criticamente a atuação dos governos militares bem como suas consequências para os dias atuais. Certamente, não há que se comemorar, todavia não é lícitoesquecer.

    Mais do que uma reconstrução da memória, as atividades a serem desenvolvidas pelo Laboratório de Ensino da História do Colégio de Aplicação – LEHCA procuram trazer à tona atores, depoimentos, reflexões de uma história transformada por um Estado de exceção. Ao serem (re)memorados, questionados, problematizados, ajudam-nos a refletir para que as ações que levaram ao golpe jamais voltem a acontecer.

    Cartaz de divulgação da primeira etapa do ciclo de palestras

    A proposta contempla atividades que debatam os vinte e um anos de ditadura no Brasil, situando-a no contexto local, Santa Catarina, e transnacional, latino-americano. A opção em estabelecer uma perspectiva comparada de análise permite-nos enxergar as conexões entre as ditaduras civis-militares da América Latina bem como discutir as diferentes formas de apuração dos crimes e punição dos responsáveis pelas prisões, torturas e mortes durante os regimes de exceção.

    Entre as dinâmicas planejadas, estão palestras com pesquisadores que estudam o período, projeção de filmes, exposição de fotos/recortes de jornais e revistas, oficinas. As atividades foram pensadas para os estudantes de Ensino Médio do CA, porém são abertas aos interessados em discutir a temática.

     

    [1] Nasceu em Buenos Aires, em 1930. Perseguido pela ditadura argentina, exilou-se em 1975. Sua obra poética recebeu várias premiações internacionais. Vive atualmente no México.